Moldagem por injeção de peças de construção leve

Economia de gastos, aumento da eficiência, economia de recursos ou emissão de CO2: Em muitos setores, a construção leve como “solução” é um assunto relevante para o futuro O objetivo é atingir a redução do peso das peças com propriedades mecânicas idênticas ou superiores. Para isso, são necessários procedimentos de injeção inovadores.

Graças à sua rede formada por sócios competentes e à estreita cooperação com universidades, a ARBURG desenvolve continuamente novas opções de soluções para a moldagem por injeção de peças de construção leve. Para isso, o alcance abrange desde a conformação funcional específica de produtos, passando pela modificação de processos e matérias plásticas até os projetos multimateriais. O resultado são processos e equipamentos adicionais adequados para fabricação em série combinados com alta eficiência em assessoramento.

Processo físico de produção de espumas de termoplásticos

Para a moldagem física de termoplásticos com espuma, a ARBURG oferece os processos ProFoam e MuCell®. Em ambos, o pelete é enriquecido com fluido expansor antes da injeção. As condições preliminares ideais para a construção leve são tecnologias perfeitamente combinadas e integração completa no comando da máquina.
ir para vídeo

Destaques

  • Construção leve com redução do peso: formação de estruturas finíssimas de células no componente e economia de material
  • Estrutura homogênea da espuma: peças moldadas por injeção mais leves, com menor rechupe, contração e deformação
  • Processo ProFoam energeticamente eficiente: regulagem simplificada do processo com fluido expansor gaseiforme, máquinas utilizáveis sem limitações na moldagem por injeção convencional
  • Pacote MuCell® apropriado para o usuário: módulo do cilindro com rosca especial, bico pneumático valvulado por agulha e sistema de dosagem SCF
     

Downloads
Revista Cliente today 65, pág. 12-13 “Pöppelmann: Frank Schockemöhle fala sobre as vantagens do processo ProFoam” (inglês) (PDF - 3,7 MB)
Revista Cliente today 59, pág. 14-15 “Strong Leightweights” (inglês) (PDF - 3,9 MB)
Revista Cliente today 59, pág. 14-15 “Strong Leightweights” (inglês) (PDF - 3,9 MB)
Prospecto: Moldagem por injeção de peças de construção leve (inglês) (PDF - 1,6 MB)

Processo FDC

Com a fibrocomposição direta (FDC), fibras de vidro de até 50 mm de comprimento são enviadas diretamente para a massa líquida através do alimentador lateral na unidade de injeção. Dessa forma, os danos na fibra durante a preparação do material são minimizados. O comprimento e a proporção da fibra bem como a combinação de materiais podem ser ajustados individualmente.
ir para vídeo

Destaques

  • Construção leve altamente resistente: aumento da resistência dos componentes e redução das espessuras das paredes
  • Alta flexibilidade: Máquinas utilizáveis na moldagem por injeção convencional, sem limitações
  • Ajuste individual dos processos: influência direcionada sobre as propriedades dos componentes
  • Benefícios econômicos: Matérias primas (plástico e rovings de fibra de vidro) mais baratas do que granulados de fibra longa
     

Downloads
Revista do cliente today 74, p. 10–11, "KRUG: processo FDC para maior flexibilidade e durabilidade" (inglês) (PDF - 3,6 MB)
Revista do cliente today 72, p. 20-21, "Projeto MoPaHyb: Processo de construção leve FDC em combinação com prensas de injeção" (inglês) (PDF - 7,0 MB)
Revista do cliente today 70, p. 12-13, "Projeto FuPro: a ARBURG desenvolve tecnologia de garras para soluções de sistemas de construção leve" (inglês) (PDF - 4,3 MB)
Revista do cliente today 70, p. 8-9, "deller plastics: fibrocomposição direta proporciona vantagens competitivas mundialmente" (inglês) (PDF - 4,3 MB)
Revista do cliente today 63, p. 18-19 "ROS: composição direta de fibra reduz custos e peso de componentes" (inglês) (PDF - 3,6 MB)
Prospecto: Moldagem por injeção de peças de construção leve (inglês) (PDF - 1,6 MB)

Injeção de compostos termoplásticos

Graças à combinação de moldagem por injeção e moldagem térmica de compostos termoplásticos, é possível aumentar ainda mais o nível de resistência de peças moldadas por injeção com reforço de fibra. Inclui armações adicionais com nervuras ou elementos funcionais, tais como fixações.
ir para vídeo

Destaques

  • Construção leve com projeto multimateriais: peças moldadas por injeção de alta resistência, um grande potencial para substituir materiais metálicos
  • Processo de fabricação totalmente automático: a moldagem por injeção transforma cortes de compostos termoplásticos em componentes estruturais prontos para montagem
  • Ideal para aplicações em grande escala: tempos de ciclos como usual na moldagem por injeção

Downloads
Revista do cliente today 60, pág. 24-25 "Um pouco para o futuro" (inglês) (PDF - 3,9 MB)
Revista do cliente today 53, pág. 13 “Cada grama pesa” (inglês) (PDF - 3,6 MB)
Prospecto: Moldagem por injeção de peças de construção leve (inglês) (PDF - 1,6 MB)

Processo PVSG®

Na Moldagem por Injeção de Compósitos de Espuma de Partículas (PVSG®), uma peça moldada por injeção é unida de forma permanente ao plástico. O projeto multimateriais reúne as vantagens de ambos os materiais para peças de construções leve funcionais. O resultado são peças estáveis de baixo peso ou produtos de absorção de impacto com fixação.
ir para vídeo

Destaques

  • Construção leve com integração de funções: A moldagem por injeção transforma partículas de espuma leves, com absorção de impacto e amortização, em componentes fáceis de montar
  • Componentes resistentes: ligação permanente e firmemente aderente entre espuma de partículas (EPP, EPS) e termoplástico (ABS, PP, TPE)
  • Parceria estratégica: desenvolvimento conjunto entre a ARBURG, a Krallmann e a RUCH NOVAPLAST

Downloads
Revista Cliente today 56, pág. 6-7, “O plástico sim é capaz” (inglês) (PDF - 3,9 MB)
Revista Cliente today 51, pág. 12-13 “Juntos iremos longe” (inglês) (PDF - 3,7 MB)
Prospecto: Moldagem por injeção de peças de construção leve (inglês) (PDF - 1,6 MB)

Moldagem por injeção FIT

Se durante o processo de injeção, utilizando-se a técnica de injeção de fluído (FIT), introduz-se gás (GIT) ou água (WIT) na cavidade, é possível criar espaços ocos na peça de forma direcionada. E isso, em parte, permite uma clara economia de material bem como redução de tempos de ciclo.

Destaques

  • Grande oferta: todas as séries de modelos ALLROUNDER adequadas para FIT
  • Pinos GIT: apenas um ponto de injeção da massa de moldagem e do gás na peça moldada
  • Sequências livremente programáveis. O comando da máquina permite comutar de injeção para injeção de gás ou água, dependendo do tempo, do curso ou da pressão

Downloads
Prospecto: Moldagem por injeção de peças de construção leve (inglês) (PDF - 1,6 MB)