Indústria automobilística

Mais mobilidade com peças de plástico sob medida

Você fabrica componentes para o setor automobilístico? Então a ARBURG é a parceira certa para você! Veja aqui como você pode produzir componentes de construção leve de alta resistência, fabricar combinações de material duro-flexível, sobreinjetar peças ou aplicar espuma no ciclo de moldagem por injeção em pequena escala de forma rentável.

Luz noturna

Tecnologia FIM para superfícies de componentes “inteligentes”
Como a Film Insert Moulding (FIM) (Moldagem por inserção de filme) pode produzir superfícies de componentes multifuncionais é mostrado pelo exemplo da luz noturna. O processo é predestinado para funções touchscreen de alta qualidade na digitalização, por exemplo, no interior automotivo, bem como para o setor eletrônico, produtos de linha branca e tecnologia médica.

Os filmes 3D pré-formados com funções eletrônicas integradas e cinco LEDs são alimentados a partir de bandejas externas. Na célula da sala limpa, ao redor de uma máquina injetora elétrica ALLROUNDER 470 A, os filmes são limpos previamente sob condições de produção controladas, sobreinjetados e sua função elétrica é testada 100%.

ProFoam

Construção leve com reforço de fibra de vidro
Para a moldagem física de termoplásticos com espuma, a ARBURG oferece o novo processo ProFoam. Nesse processo, o granulado de plástico é enriquecido com fluido expansor em uma comporta de granulado antes da unidade de injeção. Isto evita o cisalhamento adicional de plásticos reforçados com fibra de vidro.

O ProFoam permite realizar a moldagem por injeção de componentes leves, estáveis e de baixa deformação com estrutura da espuma homogênea. Normalmente, a utilização de materiais reforçados com fibra resulta em um comprimento médio maior das fibras de vidro no componente do que nas moldagens por injeção compacta habituais. Um bom exemplo é a carcaça cinemática empregada no interior de veículos em aplicações automotivas, que pesa apenas 361 gramas e é 13% mais leve do que um componente compacto equivalente.

Roda de controle

Somente um passo até o componente funcional
A produção rentável de componentes funcionais em uma mesma etapa é um campo específico do processamento de plásticos. Um bom exemplo disso são os botões de comando para o interior de carros: A combinação objetiva de materiais dá lugar a peças de plástico de alta qualidade com superfície de toque suave.

Os botões de comando são fabricados em uma máquina injetora hidráulica de três componentes ALLROUNDER 570 S em uma sequência de processamento totalmente automática. Isto permite que componentes funcionais exigentes sejam produzidos em série e em grande escala de forma eficiente. Primeiramente, é injetado o corpo principal transparente em PC, depois uma área visível galvanizável em copolímero de acrilonitrila, butadieno e estireno e, como terceiro componente, TPE sensível ao toque.

Sensor de chuva e claridade

Amortecedores LSR
Silicone líquido corrige curvaturas: com amortecedores LSR, um sensor de chuva e claridade permite uma conexão perfeita com o para-brisa dianteiro de veículo de passeio. Uma máquina de múltiplos componentes injeta silicone líquido de baixa viscosidade (5 Shore A) em um quadro de PBT, onde os sensores são montados.

A fabricação de ligações duro e macio com um componente de silicone exige muito da tecnologia de máquinas e moldes devido à separação térmica no molde. Injeção do amortecedor de PBT e LSR em uma ALLROUNDER 570 A de dois componentes, totalmente elétrica, com 2.000 kN de força de fechamento. Em um tempo de ciclo de 38 s, surgem quatro pré-moldados e quatro elementos prontos com um peso por peça de 4,53 g.

Tampas de alojamento

Espumas no ciclo da moldagem por injeção
Como contratante geral, a ARBURG, junto com seu parceiro Sonderhoff, desenvolveu o processo em linha MOLD’n SEAL, em que a moldagem por injeção é imediatamente seguida pela etapa de aplicação de espumas PUR. Com isso, você economiza tempo, recursos e espaço e consegue um nítido aumento na eficiência da produção.

Um robô hexa-axial retira as tampas de alojamento ainda quentes da injetora hidráulica ALLROUNDER 570 S e transporta-as sob um equipamento de dosagem, acompanhando precisamente o contorno, onde é aplicada a espuma PUR. Não existe mais a camada intermediária e o tempo de cura é claramente reduzido.
ir para peça moldada

Filtro de aspiração do tanque

Fabricação manual dos filtros
Uma injetora vertical ALLROUNDER 375 V mostra como é possível produzir filtros de tanque em séries pequenas, aliando a integração de atividades manuais a uma metodologia de trabalho inovadora de excelente qualidade e de forma lucrativa. Em um tempo de ciclo total de 50 s ocorrem sete etapas de trabalho.

Os filtros são fabricados em lotes de até 3.000 unidades, de modo extremamente flexível e com qualidade excelente. A máquina e o operário estão totalmente ocupados ao mesmo tempo: em cerca de 35 s são moldadas a metade superior e a metade inferior do filtro e, em seguida, ocorre o encaixe manual dessas duas peças. Ao mesmo tempo, o operário realiza etapas de trabalho complementares até a confecção do componente pronto. Dessa forma, surgem cerca de 85 componentes por hora.