Outros processos

Utilização de tecnologias inovadoras

A modularidade da nossa tecnologia de plásticos permite empregar uma grande variedade de aplicações exigentes, incluindo, por exemplo, o In-Mould-Labelling (IML) para artigos de paredes finas, ou o processo Exjection®, para componentes estruturais compridos.

Painel da lavadora

IMD: produção automatizada de painéis de controle de alta qualidade
Uma ALLROUNDER 820 A elétrica com força de fechamento de 4.000 kN produz painéis para lavadoras de MABS transparentes em um tempo de ciclo de cerca de 60 s. O molde de injeção de 1 cavidade e a unidade de alimentação de película, composta pelo distribuidor de componentes, bobinadeira e armário de distribuição, vêm da empresa Leonhard Kurz.

O IMD é um processo contínuo de transferência rolo a rolo: a película portadora com o motivo de decoração é desenrolado acima da unidade de fechamento através do uso de um alimentador de película, nesta aplicação ele é liberado da poeira usando um pano com cera e, em seguida, removido através do quadro de injeção equipado com um quadro de aperto. Depois de enrolado, a película pode ser posteriormente reciclada em granulado PET.

IML container

In-mould-labelling (IML)
Para a fabricação de recipientes de parede fina com insertos, a ARBURG oferece soluções turn-key completas. No processo IML, é possível, por exemplo, fabricar dois baldes com alça de 1 l cada em um tempo de ciclo de apenas 4,85 s. O débito de passagem do material é em torno de 50 kg/h.

Os baldes são moldados por injeção em uma ALLROUNDER 720 H com 3.200 kN de força de fechamento, energeticamente eficiente. A injetora híbrida dispõe de um equipamento especial para embalagem: uma rosca prolongada de 70 mm é a responsável por elevada plastificação e tempos de ciclo curtos. Adicionam-se ainda uma placa móvel reforçada e a interface correspondente para operação de uma instalação IML.

Processo Exjection®

Fabricação de componentes estruturais longos
No processo Exjection®, durante a injeção o molde executa um movimento de transferência horizontal. Com as injetoras verticais ALLROUNDER V é possível, por exemplo, fabricar elementos estruturais longos com geometrias funcionais e tampas integradas.

A barra de comando sai de uma ALLROUNDER 375 V. Nessa aplicação com molde de montagem horizontal, o espaço livre da unidade de fechamento é primordial. Não há limitação construtiva do comprimento do molde nem do curso e, portanto, nem do comprimento do componente. Os movimentos de transferência servorregulados que ocorrem durante o processo de injeção estão integrados no comando SELOGICA.